Meditando – Avaliando amizades
01/09/2014
Meditando – Confidências
03/09/2014

A meditação de hoje, falou muito ao meu coração. Era exatamente o que minha alma precisava.
Deus é incrível, Ele nos conhece e nos ensina o que precisamos. Nos exorta, nos repreende, nos acalma, nos consola conforme a nossa necessidade.
Abra seu coração e deixe Deus te ministrar também.

Nosso texto de hoje se encontra em Jeremias 20.9-13.

“Então disse eu: Não me lembrarei dele, e não falarei mais no seu nome; mas isso foi no meu coração como fogo ardente, encerrado nos meus ossos; e estou fatigado de sofrer, e não posso mais.
Porque ouvi a murmuração de muitos, terror de todos os lados: Denunciai, e o denunciaremos; todos os que têm paz comigo aguardam o meu manquejar, dizendo: Bem pode ser que se deixe persuadir; então prevaleceremos contra ele e nos vingaremos dele.
Mas o Senhor está comigo como um valente terrível; por isso tropeçarão os meus perseguidores, e não prevalecerão; ficarão muito confundidos; porque não se houveram prudentemente, terão uma confusão perpétua que nunca será esquecida.
Tu, pois, ó Senhor dos Exércitos, que provas o justo, e vês os rins e o coração, permite que eu veja a tua vingança contra eles; pois já te revelei a minha causa.
Cantai ao Senhor, louvai ao Senhor; pois livrou a alma do necessitado da mão dos malfeitores.”

Jeremias havia passado por tantas situações. Havia sofrido diante do seu ministério e ele como todo ser humano, se sentiu cansado, exausto.
Chegou a pensar em parar, mas só de pensar em parar, seu coração ardeu, por que ele conhecia seu chamado. Ele amava a Deus.

“Então disse eu: Não me lembrarei dele, e não falarei mais no seu nome; mas isso foi no meu coração como fogo ardente, encerrado nos meus ossos;”

Todos nós diante das lutas diárias da vida, chegamos a momentos em que nos sentimos exaustas, algumas vezes chega a passar pela nossa mente o pensamento de parar de fazer tudo o que Deus nos chamou para fazer.

Jeremias, fazia o que Deus lhe ordenava e sofria com a murmuração e a ofensa do povo.

“Porque ouvi a murmuração de muitos, terror de todos os lados.”

Quando fazemos a vontade de Deus, muitos virão contra nós, pessoas da nossa família, amigos, muitas vezes pessoas até da igreja, que não estão de acordo com o que Deus diz. Muitos não vão nos entender.

Mas apesar de toda humilhação, aflição que passou e mesmo se sentindo tão cansado, Jeremias foi diante da presença de Deus e derramou o seu coração, dizendo sinceramente como se sentia.

“…estou fatigado de sofrer, e não posso mais.”

Onde temos buscado alívio para o nosso cansaço?
Que Deus seja o nosso refúgio em todo o tempo.

Jeremias, a pouco havia sido levado ao tronco onde machucado passara toda a noite, humilhado diante de todos.
Foi diante de todo esse terror que ele se achegou diante de Deus e rasgou o seu coração.

Jeremias reconheceu diante de Deus que até aqueles que estavam perto dele e se chamavam amigos, esperavam o seu tropeço para escarnecendo, zombassem dele, e a ele fazerem mal.

“todos os que têm paz comigo aguardam o meu manquejar, dizendo: Bem pode ser que se deixe persuadir; então prevaleceremos contra ele e nos vingaremos dele.”

Outra versão diz:

“Todos os meus íntimos amigos que aguardam de mim que eu tropece dizem: Bem pode ser que se deixe persuadir; então, prevaleceremos contra ele e dele nos vingaremos.”

Tente imaginar como Jeremias se sentia.
Apesar de como se sentia, e de chegar ao ponto de dizer à Deus que já não aguentava mais e que passara por sua mente parar,

“…estou fatigado de sofrer, e não posso mais.”

Ele logo recebeu de Deus o conforto e a certeza que precisava pra seguir em frente.
Ele reconheceu que Deus era com ele.

“Mas o Senhor está comigo como um valente terrível;”

Se nós, mesmo cansadas, fadigadas, totalmente exaustas, buscarmos em Deus e mesmo diante de todo terror que estejamos vivendo, podemos ter a certeza que não estamos sozinhas.
O Senhor é conosco.

Os que tem se levantado contra a nossa vida, certamente ficarão envergonhados e confundidos, por que o nosso Deus cuida de nós e nos defende.

“…por isso tropeçarão os meus perseguidores, e não prevalecerão; ficarão muito confundidos; porque não se houveram prudentemente, terão uma confusão perpétua que nunca será esquecida.”

Aleluia!!!
Que consolo e que segurança Deus deixou registrado pra nós em Sua Palavra.

Jeremias sabia que Deus o conhecia profundamente. E que a ele não havia culpa alguma, por isso ele declarou:

“Tu, pois, ó Senhor dos Exércitos, que provas o justo, e vês os rins e o coração, permite que eu veja a tua vingança contra eles; pois já te revelei a minha causa.”

Em outra versão diz: “…porque já te confiei a minha causa.”

É importante ressaltar que Jeremias confiava na justiça de Deus e que a ele não havia nenhuma culpa pra estar passando por aquela situação.
Se temos sofrido sem culpa, tenha a certeza que Deus nos defenderá daqueles que tem procurado o nosso mal.

Não precisamos nos defender, Ele nos defenderá e a defesa que receberemos Dele será justa.
Então podemos descansar, nos alegrar mesmo diante do caos e declarar como Jeremias declarou:

“Cantai ao Senhor, louvai ao Senhor; pois livrou a alma do necessitado da mão dos malfeitores.”

Até a próxima.

Texto de Denise Angeli
Imagem de desconhecido.

Denise Angeli
Denise Angeli
Sou cristã, casada e mamãe da Lisinha. Formada em Gestão de Recursos Humanos. Uma amante da arte, da linguagem e da educação. Ao lado de meu marido pastoreamos a Igreja Ágape Sede, onde atuo como líder do Ministério Adorai e Ministério infantil. Gosto de trabalhar para ajudar as pessoas. Tenho um objetivo que sigo sem descanso: Ser melhor a cada dia. Amo ler a Bíblia e vivo minha fé. Nem sempre falo dela diretamente, mas as coisas que falo e faço tem este fundamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *