Percorrer o caminho e se desviar no final?
17/11/2016
Do amor que te tenho e o que desejo
23/11/2016

Após terminar o terceiro tratamento, que se deu no momento em que decidi engravidar, vieram as dúvidas do pós tratamento, como imagino que aconteça com muitas portadoras de endometriose. Você encontra os artigos onde falo sobre os tratamentos que fiz clicando aqui.

A gente não sabe como a vida será sem a medicação, se as crises voltarão com força, se precisaremos retornar ao tratamento ou passar por novos procedimentos cirúrgicos no futuro… A incerteza chega e as dúvidas aparecem de todos os lados.

Isso sem contar com as explicações que nem sabemos como dar aos outros, que nos perguntam a todo o tempo se agora estamos “saradas” da endo. Mas isso é assunto pra outro artigo.

Acompanhada da orientação do meu médico, interrompemos o tratamento pra iniciar as tentativas de gestação, mas antes de escrever um artigo sobre a vida da tentante, quero dizer como me senti com o pós tratamento.

Deixando claro que, com cada pessoa é de um jeito, cada caso é um caso específico, cada organismo reage de uma forma e cada uma de nós deve ser avaliada e acompanhada por um bom especialista.

Ainda que você queira muito ser mãe, não inicie as tentativas sem o aconselhamento do seu médico, ele é a melhor pessoa pra te orientar em qual fase as tentativas são aconselháveis.

Segui a orientação do meu médico em todo o momento!

Comuniquei ao meu médico minha decisão junto ao meu marido de termos um bebê e ele nos deu seu parecer diante do meu caso.

O cenário parecia favorável e meu médico disse que se eu tinha esse desejo, a hora era aquela. O quanto antes iniciasse as tentativas, melhor. Meu prazo pra tais tentativas era curto e eu não tinha tempo a perder.

Interrompemos o tratamento e então, encarei a fase pós tratamento.

Nessa fase surgiram dúvidas e medos também. Durante o tratamento ouvi muitos relatos de outras portadoras da doença, dizendo sobre o peso que ganharam durante o tratamento, coisa que comigo não aconteceu.

Não ganhei nem sequer um quilo durante os anos em que me tratei, mas agora vinha a dúvida se isso não aconteceria no pós tratamento.

As subidas na balança se tornaram mais frequentes, queria estar o mais saudável possível para a tão sonhada gestação.

Procurei me atentar ainda mais para o que entrava na minha alimentação pra garantir que peso eu não ganhasse.

O ganho de peso muitas vezes pode dificultar o sucesso das tentativas de gestação.
Cuidar do peso e da saúde é essencial pra quem quer engravidar!

Ainda que cuidasse muito da minha saúde confesso que ganhei 4 quilos em alguns meses. Aquilo me assustou!

Sempre tive dificuldade de ganhar um único quilo na vida e de repente ganhei 4. O medo era de que esses 4 quilos fossem apenas os primeiros de outros que estivessem por vir.

Intensifiquei os exercícios físicos e mantive minha boa alimentação. Os meses se seguiram e nem um quilo a mais acumulei. \o/

Na verdade, os 4 quilos que ganhei inicialmente até que me fizeram bem, sempre fui muito magrinha e esses 4 quilos me deixaram até mais saudável. 😀

Acredito que o corpo sinta de forma brusca tanto a ingestão de medicamentos tão fortes como os que utilizei, como sinta também, depois de adaptado a estes, a remoção.

Nosso corpo leva tempo pra se readaptar ao novo cenário, e nós podemos ajudar nosso organismo nessa readaptação.

Com BOA ALIMENTAÇÃO, com ATIVIDADES FÍSICAS regulares, e com ESTRATÉGIAS para não deixar a ANSIEDADE tomar conta.

E sobre este terceiro ponto, procurei fazer as coisas que mais me relaxam e me dão alegria e prazer na vida, como ler, escrever, estudar, me dedicar em algum outro sonho enquanto dava tempo pra minha cabeça e para o meu corpo processar tudo aquilo.

É claro que as vezes batia uma certa ansiedade pra alcançar o tão sonhado POSITIVO, ainda mais sabendo que meu prazo pra engravidar era curto, mas em todo o tempo busquei alternativas e escapes que me trouxessem alegrias e realizações também.

Isso ajuda muito a controlar a ansiedade que naturalmente uma tentante comum teria, imagina uma portadora de endometriose…

Ansiedade é algo natural, mas que podemos controlar para o nosso bem.

Confiar em Deus e entregar meus sonhos nas mãos dEle sempre foi a melhor das maneiras que escolhi pra descansar e crer que se essa fosse a vontade perfeita dEle pra mim, aconteceria no cenário que fosse.

Confiar em Deus e usar estratégias pra minimizar a ansiedade foram determinantes junto a boa alimentação e aos exercícios físicos pra que meu organismo processasse essa fase longe dos tratamentos e se preparasse pra funcionar normalmente.

Se você está passando pela fase de pós tratamento ou está se preparando para isso, abrace esses 3 conselhos durante essa fase, assim como me ajudaram a enfrentar essa difícil fase, pode ser que te ajude também.

Cuide da sua alimentação, cuide em fazer exercícios físicos e cuide pra que a ansiedade não tome conta de você. Procure formas que pra você funcionem pra relaxar e manter a mente tranquila enquanto passa por essa fase.

Em breve contarei como se deu a etapa da vida como tentante. Não perca!

Cadastre seu email e receba um alerta por email toda vez que um novo artigo for postado.
Você encontra o campus pra cadastrar o email no início desta página a direita.

Até a próxima.





Siga-me nas redes sociais

Facebook

Instagram

Twitter

Pinterest

Denise Angeli
Denise Angeli
Sou cristã, casada e mãe de uma menina. Formada em Gestão de Recursos Humanos e líder do Ministério Adorai. Amante da arte, pratico algumas delas: Escrevo música e poesia, canto, fotógrafa e estudante de flauta transversal. E fui bailarina. Gosto de trabalhar para ajudar as pessoas. Tenho um objetivo que sigo sem descanso: Ser melhor a cada dia. Amo ler a Bíblia e vivo minha fé. Nem sempre falo dela diretamente, mas as coisas que falo e faço tem este fundamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *