É nítido se perceber
19/01/2016
Rute – Fé e ação andando juntos
21/01/2016

Eu amo falar de boas maneiras. Gosto mesmo! E gosto porque amo viver num ambiente onde as pessoas conhecem os limites, e vivem em harmonia umas com as outras.

É por isso que sempre escrevo sobre esse assunto, porque é muito bom saber até onde podemos ir.

E hoje vamos falar mais uma vez sobre convivência. Vamos falar de facilitadores de convívio.

Coisas tão simples são aliados como facilitadores no dia a dia. Torna o dia mais leve pra nós e pra quem está na nossa reta… rs.

Dizer obrigado, por favor, com licença, desculpe-me, são facilitadores!
Abrem portas e torna o outro mais receptivo a nós.

Quando éramos crianças nós aprendemos que essas são palavrinhas mágicas e são!

Vejo gente que sabe usar muito bem essas palavras, mas que isso se restringe a vida em sociedade, a vida fora de casa. Quando estão no trabalho são educadas, na escola também, e até entre os amigos.

Mas quando diz respeito as pessoas com quem tem maior intimidade aí a coisa muda de figura.

Incrível com tem gente que acha que só precisa ser educado com as pessoas de fora. Que educação não se inclui no convívio dentro de casa.

Não é porque você é mãe que não deva pedir licença. Não é porque você é pai que não possa pedir desculpas.

Educação não tira sua autoridade sobre os filhos, pelo contrário, mostra a eles que você o respeita e ainda ensina boa educação com o exemplo.

Todas as pessoas a nossa volta merecem um tratamento educado, especialmente nossa família e as pessoas com quem temos mais proximidade.

Muitas vezes a resistência das pessoas de perto, como o seu marido, ou esposa, seus filhos, pais ou irmãos exista justamente porque você não sabe falar com eles com educação. Talvez seja por isso que eles vivem na defensiva.

Experimente mudar e seja consistente nessa mudança.
Não adianta também vestir a máscara da boa educação e tirá-la quando se cansar.

Até porque boa educação não deve ser uma máscara, mas um novo vestir do interior. Um trocar de pensar e agir profundamente interior. Uma decisão intrínseca e verdadeira que alcança nosso agir.

Se quer ser mais apreciada, se quer que as suas relações sejam mais fáceis, seja educada!
E seja educada hoje, amanhã e depois também!

Insista nisso, até que se torne um comportamento natural em ti.
E ensine com seu exemplo seus filhos também a serem assim.

Seja educada e mais educação dos outros receberá!

Até mais.

Siga-me nas redes sociais

Facebook

Instagram

Twitter

Pinterest

Denise Angeli
Denise Angeli
Sou cristã, casada e mãe de uma menina. Formada em Gestão de Recursos Humanos e líder do Ministério Adorai. Amante da arte, pratico algumas delas: Escrevo música e poesia, canto, fotógrafa e estudante de flauta transversal. E fui bailarina. Gosto de trabalhar para ajudar as pessoas. Tenho um objetivo que sigo sem descanso: Ser melhor a cada dia. Amo ler a Bíblia e vivo minha fé. Nem sempre falo dela diretamente, mas as coisas que falo e faço tem este fundamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *